Alarme para moto: como funciona e por que investir

alarme para moto
7 minutos para ler

Quando se investe em um bem como uma motocicleta, é preciso ter duas preocupações básicas: garantir a sua segurança e a do veículo. A sua pode ser assegurada por meio do uso de equipamentos de proteção, como luvas, botas, pescoceira, protetor de coluna, e assim por diante. No caso da moto, a solução está na instalação de um alarme.

Não é novidade para ninguém que a motocicleta é o veículo preferido dos infratores. Para você ter uma ideia, mesmo com a circulação menor de veículos nas estradas por causa da pandemia, o número de assaltos e roubos não reduziu. Essa realidade, só reforça ainda mais a necessidade de fazer uso de um alarme para moto. 

Se você ainda não fez essa instalação, então acompanhe a leitura deste artigo até o final. Vamos apresentar os principais motivos para você adquirir um alarme, além de explicar como essa tecnologia funciona e quais são suas vantagens. Confira!

Por que ter um alarme para moto?

O motivo mais óbvio para instalar um alarme na moto é justamente garantir a segurança do veículo. Considerando que existe um grande risco de ter esse bem roubado, fica ainda mais clara a necessidade de se investir em recursos de segurança.

Então, para reduzir as chances de ter a felicidade de adquirir um bem transformado em decepção após passar por um roubo de moto, é essencial que você, além de recorrer ao alarme, também faça uso de outros sistemas antifurto, como os rastreadores e os imobilizadores.

Além da segurança, devemos ressaltar que a utilização desses dispositivos também serve para auxiliar na recuperação da moto quando ela é roubada. Por isso, podemos considerar que o uso de imobilizador, rastreador e, sobretudo, alarme é obrigatório para quem optou por ter uma motocicleta.

Como funciona o alarme para moto?

A função básica do alarme é emitir um aviso sonoro quando o veículo está sendo alvo de bandidos. O objetivo é atrair a atenção de quem está por perto, inibindo a ação dos malfeitores. No entanto, com o passar do tempo, os criminosos desenvolveram técnicas para burlar o sistema e, assim, conseguir finalizar a ação. Logo, contar apenas com esse recurso passou a não ser mais suficiente.

Então, a solução para aumentar a proteção garantida pelos alarmes foi o aprimoramento da tecnologia usada e a inclusão de novas funcionalidades. Podemos citar, como exemplo, o corta-combustível — uma medida que visa a impedir que o combustível seja enviado para o motor após a moto ter sido acionada por meio de uma ligação direta.

Outra medida bastante interessante que foi incluída nos alarmes é o sistema de sensor de presença, que pode frustrar os planos dos bandidos, mesmo em situações nas quais a chave do veículo foi levada.

Afinal de contas, o alarme funciona de forma independente, ou seja, o único momento que necessita da sua intervenção é quando ele é acionado, e você precisa desligar. No mais, a ferramenta trabalha de forma automática.

Isso significa que, caso a sua motocicleta tenha sido levada por um malfeitor, após percorrer uns 40 metros, o veículo pára de funcionar, e o alarme é acionado. Essa ação visa a surpreender o infrator e fazer com que ele abandone a moto. Além disso, esse tempo permite que você vá para um lugar seguro e acione a polícia.

Em situações assim, o uso do alarme presencial faz toda a diferença. Isso porque se trata de um recurso discreto. Logo, as pessoas que estão ao seu redor não saberão que você é o proprietário da moto.

Dessa forma, será possível ativar e desativar o dispositivo sem chamar a atenção. Afinal de contas, tenha em mente que, muitas das vezes, os criminosos disparam o alarme da moto com a intenção de identificar quem é o proprietário que está com a chave e o dispositivo para desarmá-lo.

No entanto, quando se faz uso do alarme presencial, não há necessidade de ativá-lo de forma mecânica (pressionando o botão), pois o dispositivo conta com um sensor que garante a ativação automática, caso seja detectada uma ação anormal, como a ligação direta da moto. 

Por isso, ressaltamos a importância de carregar o dispositivo do alarme separado da chave da moto, pois, quando não há comunicação entre o sensor e o sistema, a moto pára de funcionar, e ele é acionado.

Quais são as vantagens do alarme para moto?

Ao levar em consideração os preços altos cobrados pelos seguros para proteger seu bem e a insegurança diária de trafegar pelas vias urbanas sem qualquer tipo de proteção, percebemos que o alarme é um dispositivo que oferece o melhor custo-benefício. Aliás, mesmo que você agregue outros acessórios, como o rastreador e o mobilizador, ainda assim continuará sendo uma alternativa vantajosa para o seu bolso.

Além do ótimo custo-benefício que esse dispositivo oferece, o piloto ainda conta a facilidade de encontrar uma assistência para realizar a instalação ou os reparos, sempre que necessários, já que existe uma grande oferta no mercado nesse sentido. 

Uma preocupação comum entre os condutores de veículos é se, após a instalação dos dispositivos de segurança, a central de ignição da moto será danificada com o tempo. A resposta é não, pois, quando o serviço é feito por uma empresa especializada, a instalação é segura, de modo que nenhuma peça original da moto tenha o risco de sofrer danos, nem tampouco prejudica a parte elétrica do veículo.

Além disso, se você acredita que instalar um alarme pode favorecer a perda de carga da bateria, saiba que a tecnologia utilizada nesses dispositivos permite que o seu funcionamento seja garantido por meio de um consumo mínimo de energia. Ou seja, pode ficar despreocupado que o uso do alarme não deixará você na mão.

Outra vantagem do uso do alarme é que qualquer modelo de motocicleta pode ter esse dispositivo instalado em seu sistema. Mas atenção: se sua moto ainda está no período de garantia, aconselhamos que, antes de qualquer decisão, entre em contato com a montadora para se informar sobre o procedimento correto que deve ser feito para não correr o risco de perder a garantia.

Por fim, você sabia que a instalação de um dispositivo de segurança, como o alarme, pode proporcionar descontos em várias seguradoras? Aliás, muitas delas fazem uso da instalação do alarme como critério para a adesão do seguro para moto. Então, a possibilidade de obter um desconto acaba sendo uma vantagem interessante para o seu bolso.

Essas foram as principais informações sobre o uso e a instalação do alarme para moto. Percebemos, ao longo do artigo, que a utilização desse mecanismo de segurança é primordial para todos que possuem uma moto e desejam preservá-la ao máximo. Então, está esperando o que para instalar agora o alarme na sua moto?

Gostou do artigo e quer saber mais sobre dicas de motociclismo? Então, siga-nos nas redes sociais. Estamos no Instagram e Facebook!

Você também pode gostar

Deixe um comentário